28 de fev de 2011

Golpe da lista telefônica assusta brasileiros em vários estados

Vítima no Rio chegou a pagar mais de R$ 10 mil para quadrilha.
TeleListas identificou 30 empresas suspeitas de aplicar a fraude no país.

Bibiana Dionísio, Carolina Lauriano e Roberta Steganha
Do G1 em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo

Veja o que fazer para proteger-se
(clique no testo para aumentar)

"Célebre" há alguns anos, o golpe da lista telefônica perdeu um pouco da "mídia" que tinha, mas continua a fazer vítimas no país. O G1 reuniu casos de vítimas do golpe no Rio de Janeiro,  em São Paulo e no Paraná, 

(...)

No Rio, gerente de loja paga R$ 10 mil a quadrilha
No Rio de Janeiro, a gerente de uma loja está há mais de dois meses em pânico. Segundo a advogada Maria Carmem Mello, que cuida do caso, a vítima já depositou R$ 10.375 para a quadrilha com medo de contar à empresa que trabalha que foi vítima da fraude e perder o emprego. Ele também atendeu a um telefonema supostamente da TeleListas pedindo confirmação de dados para divulgação gratuita de um anúncio da empresa.
(...)
Atualização cadastral é armadilha
O empresário de telecomunicações Júlio Bernadinetti Júnior caiu em um golpe semelhante. A Ativa Publicações Ltda entrou em contato com sua empresa, em Curitiba, solicitando uma atualização cadastral e uma funcionária passou os dados solicitados. Dois meses depois, chegou um boleto para pagamento do serviço. “Do jeito que fizeram comigo, devem fazer com 10 a 20 pessoas por dia”, acusa Júlio.
(Clique no testo para aumentar)
(...)
Renovação de assinatura
Na Associação dos Amigos da Criança com Câncer de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, os estelionatários ofereceram espaço na lista telefônica em troca da renovação da assinatura. “Eu disse ‘se você quiser colocar nossa instituição no seu produto pode colocar desde que seja cortesia, pois somos uma casa de apoio a crianças com câncer e não temos condições de pagar nada”, diz o consultor financeiro da entidade, Manuel Soares Acuña. ,
Leia matéria completa em:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

comentário aguardando moderação