28 de set de 2010

No governo Lula, Presidência concentrou poderes e multiplicou cargos e verbas

Extraído de: Assembléia Legislativa do Estado do Espirito Santo  -  22 horas atrás
http://www.jusbrasil.com.br/noticias/2392020/manchetes-dos-principais-jornais-do-pais
Ao longo de seus oito anos de mandato, Luiz Inácio Lula da Silva promoveu uma multiplicação sem precedentes de estruturas, cargos, verbas e poderes da Presidência da República, o que também ajuda a explicar por que escândalos se concentraram no Palácio do Planalto. O orçamento da Presidência e dos órgãos sob seu comando direto somava, em valores já corrigidos pela inflação, R$ 3,7 bilhões no final do governo FHC. No final da administração petista, são R$ 8,3 bilhões -ou R$ 9,2 bilhões se contabilizado o Ministério da Pesca, que tem orçamento separado, mas é vinculado à Presidência. A expansão, de 126% no cálculo mais comedido, superou com folga a do restante da máquina federal -de lá para cá, as verbas de ministérios, autarquias, fundações, Legislativo e Judiciário tiveram juntas aumento de 70%.

Expansão foi mais veloz no 2º mandato
A expansão da Presidência no governo Lula acompanhou a escalada da popularidade do presidente e a derrocada dos ministros fortes, como Antonio Palocci, da Fazenda. Verbas e cargos do Planalto proliferaram mais rapidamente no segundo mandato, quando não havia mais sombras no governo ou no PT à autoridade presidencial. Não por acaso, Lula escolheu sozinho no núcleo palaciano sua principal ministra e candidata à sucessora.
***
Continue lendo em:
www.congressoemfoco.com.br
No governo Lula, Presidência concentrou poderes e...
Sujos com efeito cascata
STF só decidirá se Lei da Ficha Limpa é válida após as...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

comentário aguardando moderação