29 de jun de 2010

Para reforçar a presunção de boa-fé, o Município de Porto Alegre/RS alega que “não cabe ficar investigando a vida de quem quer que seja que conecta com o Município por qualquer razão contratual.” Parece que o ex-prefeito José Fogaça concorda, pois manteve o processo de Embargos de Terceiro.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

comentário aguardando moderação