22 de ago de 2012

Lula, o comunista bilionário



Estamos diante de um suposto caso em que o silêncio pode ser a melhor defesa para não mexer na panela apodrecida dos podres Poderes da República, evitando as consequências legais pertinentes e o inevitável desgaste perante a opinião pública.
Nesta semana a divulgação pelo Wikileaks de suspeitas - também já feitas anteriormente - de subornos envolvendo o ex-presidente nas relações de compras feitas pelo desgoverno brasileiro em relação a processos de licitações passados, ou em andamento, nos conduz, novamente, e necessariamente, a uma pergunta não respondida: como se explica o vertiginoso crescimento do patrimônio pessoal e familiar da família Lula?


Lula é bilionário!
Segundo a Revista Forbes

Por Geraldo Almendra (*)

Pode um cidadão eleito presidente e pertencente à classe média baixa, se tornar, em dois mandatos presidenciais, em um bilionário apenas com seus rendimentos e benefícios do cargo?
A resposta é sim. O ex-presidente Lula é um suposto e exemplar caso desse milagre financeiro, tendo-se como base as denúncias recorrentes já feitas pela mídia.
Conforme amplamente noticiado em algumas ocasiões uma conceituada revista - a Forbes – trouxe à tona esse tema, reputando a Lula a posse de uma fortuna pessoal estimada em mais de R$ 2 bilhões de dólares, devendo-se ressaltar que a primeira denúncia ocorreu ao que tudo indica em 2006, o que nos leva a concluir que a “inteligência financeira do ex-presidente” já deve ter mais que dobrado esse valor, na falta de uma contestação formal e legal do ex-presidente contra a revista.
Estamos diante de um suposto caso em que o silêncio pode ser a melhor defesa para não mexer na panela apodrecida dos podres Poderes da República, evitando as consequências legais pertinentes e o inevitável desgaste perante a opinião pública.
Nesta semana a divulgação pelo Wikileaks de suspeitas - também já feitas anteriormente - de subornos envolvendo o ex-presidente nas relações de compras feitas pelo desgoverno brasileiro em relação a processos de licitações passados, ou em andamento, nos conduz, novamente, e necessariamente, a uma pergunta não respondida: como se explica o vertiginoso crescimento do patrimônio pessoal e familiar da família Lula?
O que devem estar pensando os milhares de contribuintes que têm suas declarações de renda rejeitadas e são legalmente, todos os anos, obrigados a dar as devidas satisfações à Receita Federal sobre crescimentos patrimoniais tecnicamente inexplicáveis, mas de valor expressivamente menor do que o associado ao patrimônio pessoal e familiar do ex-presidente?
A resposta é simples e direta: tudo isso nos parece ser uma grande e redundante sacanagem com todos aqueles que trabalham fora do setor público - durante mais de cinco meses por ano - para ajudar a sustentar aquilo que a sociedade já está se acostumando a chamar de covil de bandidos.
A pergunta que fica no ar é sobre que atitudes deveriam e devem tomar o Ministério Público, a Receita Federal, O Tribunal de Contas e a Polícia Federal diante de supostas e escandalosas evidências de enriquecimento ilícito de alguém que ficou durante dois mandatos consecutivos no cargo de Presidente da República?
Na falta de atitudes investigativas ou consequências legais, como sempre, a mensagem que o poder público passa para a sociedade é de uma grotesca e sistemática impunidade protetora de todos, ou quase todos, que pactuam com a transformação do país em um Paraíso de Patifes.
No Brasil, cada vez mais, a corrupção compensa e as eventuais punições já viraram brincadeira que nossa sociedade, no cerne dos seus núcleos de poder públicos e privados aprendeu: a impunidade a leva a se nivelar por baixo aceitando que roubar o contribuinte já se tornou um ato politicamente correto para que a o projeto de poder do PT – um Regime Civil Fascista fundamentado no suborno e em um assistencialismo comprador de votos – siga inexoravelmente avante.
A omissão do Poder Público diante da absurda degeneração moral das relações públicas e privadas somente nos deixa uma alternativa de qualificação: estamos diante do Poder Público mais safado e sem vergonha de nossa história.
A propósito quem roubou o crucifixo do gabinete presidencial no final do desgoverno Lula?
(*) Economista e Professor de Matemática, Petrópolis



2 comentários :

  1. Antes de publicar algo alarmista, procure as fontes corretas.
    Veja a verdade: http://www.e-farsas.com/a-fortuna-de-lula-de-acordo-com-a-forbes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      você acredita que essa seja uma informação alarmista (que assusta, que sobressalta)?
      Eu acho que nada mais possa sobressaltar o povo brasileiro, vindo do PT e de muitos outros políticos.
      Se os dois bilhões de reais são uma farsa, em quanto está, então, a fortuna atual do ex operário? Sabemos que ele não se contenta com pouco, pois a aposentadoria por invalidez lhe rendia, em 2006, cerca de R$ 4.294 mensais.Como pode, se o teto da aposentadoria do INSS subiu neste ano para 3.912,200 reais mensais? Sou um pouco lerda, mesmo. Não entendo. Você pode me explicar? (http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,tv-de-lula-contrata-por-r-6-milhoes-empresa-onde-atua-filho-de-franklin,613385,0.htm)

      Lula trabalhou como operário de 63 a 75, segundo a wikipedia. Apenas 12 anos. Milhares de brasileiros trabalharam muito mais e têm uma aposentadoria aviltante.E muitos, não conseguem comprar a casa própria, nem mesmo pelo Demhab.
      Por que Lula não desmente as notícias inverídicas que circulam sobre a sua fortuna e a de seu filho Lulinha?
      Deveria, se correto fosse.
      Talvez ela não exista, mesmo, como o Mensalão não existiu. Você também acredita que o mensalão não existiu, estou certa?

      Uma última pergunta sem o intuito de ofender: por que você não mostra a sua cara? Afinal, somos pessoas civilizadas. Eu não sou tão inteligente quanto você, mas também não sou agressiva.

      Excluir

comentário aguardando moderação